AVALIAÇÃO DA FORÇA MUSCULAR RESPIRATÓRIA EM PACIENTES HOSPITALIZADOS SOB CONDIÇÃO NÃO CIRÚRGICA NO HOSPITAL SANTA CRUZ - RS

NATALIA RODRIGUES BRUM, DIOGO FANFA BORDIN, LARISSY DOS SANTOS AMÉRICO, RICARDO GASS, DANNUEY MACHADO CARDOSO, DULCIANE NUNES PAIVA

Resumo


A hospitalização ocasiona riscos tanto para jovens quanto para idosos que utilizam os serviços hospitalares. Embora seja necessária em casos de doença aguda ou crônica descompensada, a internação pode resultar em complicações não relacionadas ao motivo inicial da internação, sendo a redução da força muscular respiratória (FMR) a mais prevalente.Esse estudo objetiva avaliar o comportamento da FMR de indivíduos hospitalizados sob condição não cirúrgica no Hospital Santa Cruz (HSC), Santa Cruz do Sul - RS. Trata-se de um estudo transversal que avaliará pacientes com idade entre 20 e 90 anos, internados no HSC devido a eventos clínicos agudos ou crônicos descompensados secundários a intervenções não cirúrgicas, com tempo de internação superior a 48 horas e condições cognitivas adequadas para responder aos comandos verbais (Grupo Hospitalizado - GH) e indivíduos hígidos acessados no "Projeto Reativar" no Ginásio Poliesportivo de Santa Cruz do Sul, RS (Grupo Controle - GC). Após aferidas a frequência cardíaca (FC), frequência respiratória (FR), pressão arterial (PA), saturação periférica de oxigênio (SpO2) e temperatura axilar (Tax), foi realizado o teste de Manovacuometria Digital (MDI®, modelo MVD300) para avaliar a FMR através da medida das pressões negativa (PImax) e positiva (PEmax). Para medida da PImax% o indivíduo foi orientado a expirar até o volume residual (VR) e inspirar até a capacidade pulmonar total (CPT). A PEmax% foi avaliada após inspiração da CPT até o VR contra válvula ocluída e com uso de clipe nasal (ATS, 2002). Os dados foram testados quanto à diferença entre os grupos através do teste t de Student para amostras independentes, sendo expressos em média e desvio padrão através do software Statistitical Package for the Social Sciences versão 20.0, adotando um p


Apontamentos

  • Não há apontamentos.