ESTUDO COMPARATIVO ENTRE ESCOVAÇÃO DENTÁRIA, USO DE FIO DENTAL E HÁBITOS ALIMENTARES DE ESCOLARES RESIDENTES NA ZONA RURAL E URBANA

MARIANE DE BARROS BRUM, CÉZANE PRISCILA REUTER, NATALÍ LIPPERT SCHWANKE, TÁSSIA SILVANA BORGES, MIRIA SUZANA BURGOS, ANELISE REIS GAYA

Resumo


As práticas de higiene bucal, como a escovação dentária, o uso do fio dental e os hábitos alimentares na infância e na adolescência, são de fundamental importância para a formação da saúde do indivíduo e para a prevenção de doenças, visto que a prática de maus hábitos constitui fatores de risco para a vida adulta. O trabalho tem por objetivo descrever e comparar a ocorrência de escovação dentária, uso do fio dental e hábitos de ingestão de doces e refrigerantes em escolares da zona rural e urbana. Foi feitapesquisa transversal constituída por uma amostra de 1113 escolares, selecionados aleatoriamente em escolas públicas e privadas do município de Santa Cruz do Sul no ano de 2012, na faixa etária de 7 a 17 anos. A avaliação da cárie dentária foi realizada nas dependências da Universidade de Santa Cruz do Sul, por um dentista previamente treinado. A cárie foi avaliada pelo índice CPO-D (dentes cariados, perdidos e obturados) para dentição permanente e ceo-d (dentes cariados, perdidos e obturados) para dentição decídua. Para avaliação dos hábitos alimentares foi utilizado um questionário validado e reconhecido. A frequência de escovação dentária dentro da faixa ideal (uma a três vezes por dia) foi muito semelhante entre a zona rural e urbana (89,4% vs 89,1%), porém, 2,0% e 0,7%, respectivamente, dos escolares, realiza uma escovação precária (uma a três vezes por semana) na zona urbana e rural. Quanto ao uso do fio dental, 33,1% responderam "nunca, raramente", enquanto 19,5% "usam diariamente" para a zona urbana. Na zona rural, o percentual foi menor para a questão "nunca raramente" (19,3%), apresentando diferenças significativas (p


Apontamentos

  • Não há apontamentos.