O USO DAS NOVAS TECNOLOGIAS COMO MEIO DE EXPOSIÇÃO E ESTÍMULO NOS CASOS DE EROTIZAÇÃO PRECOCE: O DIREITO À PREVALÊNCIA DA DOUTRINA DA PROTEÇÃO INTEGRAL

Daniela Richter, Letícia Cardias Rosa

Resumo


No presente artigo, discute-se sobre a influência das novas tecnologias frente os casos de exposição excessiva e erotização precoce. Pretende-se analisar se a freqüente exposição desses sujeitos em desenvolvimento é capaz de estimular a erotização precoce ferindo a Doutrina da Proteção Integral e o melhor interesse das crianças e adolescentes. Para tanto, objetiva-se realizar um breve apanhado histórico acerca do aparecimento das novas tecnologias como forte influência no comportamento deste público, para após analisar a doutrina da proteção integral e o princípio do melhor interesse frente aos casos de erotização precoce.  Posteriormente passa-se a verificar casos reais de crianças que através de sua imagem, música e comportamento são referências na rede social facebook para seus seguidores. Para tanto, emprega-se o método de abordagem dedutivo e de procedimento monográfico, com a técnica de pesquisa bibliográfica. Como resultados espera-se conscientizar pais e ou responsáveis acerca da importância do acompanhamento e fiscalização mais rigorosos dos conteúdos que crianças e adolescentes costumam acessar, zelando por sua integridade enquanto sujeitos em desenvolvimento, promovendo sua proteção e preservando o melhor interesse deste público, coibindo práticas de exposições precoce e vexatória que atentem contra sua dignidade.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.