A CONFERÊNCIA DAS CIDADES COMO INSTRUMENTO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO DEMOCRÁTICA: O CASO DO RIO GRANDE DO SUL

Ricardo Hermany, Daniela Arguilar Camargo

Resumo


Os governos locais veem enfrentando diversos problemas frente a sua administração pública, com o aumento de problemas comuns da sociedade e a falta de soluções. O estudo reflete na importância da Conferência das Cidades, tratando-se de uma ferramenta de participação social, contribuindo para o fortalecimento municipal e laços cooperativos entre os municípios. Por meio da estratégia metodológica dedutiva e bibliográfica, realiza-se uma reflexão a cerca desse instrumento no Rio Grande do Sul, que permite a proposição de solução de enfrentamento de problemas comuns, considerando as dificuldades dos entes locais para responder demandas que são objeto dos entes estaduais, autorizando as intervenções pautadas na cooperação entre os governos locais.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.