QUESTÕES CONTEMPORÂNEAS DE GÊNERO E CONTROLE FEMININO SOBRE O CORPO: UMA ANÁLISE SOBRE AS NOVAS TECNOLOGIAS REPRODUTIVAS

Patrícia Thomas Reusch, Rodrigo Cristiano Diehl

Resumo


Com o presente artigo teve-se por finalidade realizar uma discussão contemporânea sobre questões de gênero e o controle feminino sobre o corpo, especialmente no que se refere as novas tecnologias reprodutivas. Desse modo, questiona-se: Até que que ponto as novas tecnologias reprodutivas atuam como controle sobre o corpo, tendo a medicina como estrutura científica que unifica e totaliza o saber, na exata definição em que a reprodução sai do campo das relações entre os casais para se situar como objeto de estudo e manipulação da ciência? Para responder a tal problematização, o artigo foi dividido em três momentos, no primeiro tópico discutiu-se o ideal feminino enquanto mulher, mãe e esposa, o segundo (re)construiu o corpo feminino como objeto de manipulação e, por fim, o terceiro capítulo preocupou-se com o direito, a ética e a ciência. Em sua construção, utilizou-se como método de abordagem o hipotético-dedutivo, como métodos de procedimento o histórico e o monográfico, tendo como técnicas de pesquisa a bibliográfica e documental.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.