CONTROLE SOCIAL E AS PRÁTICAS DE ‘JUSTIÇAMENTO’ PELA SOCIEDADE CIVIL NO BRASIL

Denise Silva Nunes

Resumo


O presente trabalho propõe a discussão sobre a prática de ‘justiçamento’ pela sociedade civil. Para tanto, elegeu-se a análise de um caso de espancamento coletivo pela própria sociedade civil, contra uma moradora da localidade de São Paulo (Brasil), que fora confundida com uma sequestradora de crianças, a partir de uma publicação realizada na rede social da internet - Facebook. Desse modo, busca-se contrastar as diversas formas punitivas e seus desdobramentos, bem como analisar a proliferação do pânico moral, crenças, representações midiáticas e do crime, que conjugados à lógica punitiva e à prática de justiçamento pela sociedade civil. Quanto à metodologia, para alcançar o objetivo proposto adota-se o método histórico-comparativo e de estudo de caso. Para tanto, adotou-se pesquisa bibliográfica e documental, especialmente, com contribuições teóricas acerca da sociologia do desvio, crime e controle social, e informações relacionadas às práticas de ‘justiçamento’ pela sociedade civil. Procedeu-se a consulta a livros, manuais, artigos, periódicos, fontes disponibilizadas em websites, blogs, dentre outras. Como considerações finais destaca-se que a lógica punitiva e seletiva acaba instaurando um cenário ainda maior de terror e de barbárie na sociedade.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.