A SEGURANÇA PÚBLICA E OS MÉTODOS UTILIZADOS PARA DESENRAIZAR A VIOLÊNCIA URBANA

Eduardo Camponogara Fernandes, Volmar Antonio Zanini Filho

Resumo


Este artigo objetiva estudar a violência urbana e a segurança pública, identificando a tendência de policiamento no século XXI, descrevendo a atual crise da segurança pública em nosso país. Para isso, foram analisados inúmeros artigos, livros, monografias e a legislação, com o objetivo de comprovar a falência do modelo reativo de policiamento, mostrando a atual estrutura policial do Brasil, identificando fatores que levam o indivíduo adentrar à criminalidade a fim de responder ao seguinte problema de pesquisa: Tendo em vista a atual crise na segurança pública, o atual modelo de segurança pública responde satisfatoriamente as demandas frente a uma sociedade cada vez mais violenta? E, por fim, discorrer sobre o modelo de policiamento comunitário, qual seja a tendência de policiamento no século XXI. O método de abordagem utilizado foi o dedutivo, visto que primeiro foi explorada a insuficiência do modelo reativo de policiamento, para depois abordar uma nova alternativa, o modelo de polícia comunitária, se utilizando do método de procedimento monográfico, analisando, através de livros, pesquisas, artigos, como através do ordenamento jurídico brasileiro. Diante disso, conclui-se que há um enorme problema social que levam indivíduos à criminalidade, juntamente com um modelo de polícia reativa, enfraquecida e insuficiente, resultando na crise da segurança pública em que vivemos na atualidade. Conclui-se também, que o modelo reativo atual não pode ser mais ajustado, devendo ser criado um novo padrão de policiamento, o policiamento comunitário.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.