As rupturas do dizer: uma discussão sobre a produção de sentidos na língua

Denise Lima Silva

Resumo


Resumo: Neste artigo, fruto de nossa pesquisa teórica de doutorado em andamento, pretendemos refletir sobre a questão da produção de sentidos na aproximação entre Lingüística e Psicanálise. A partir da teoria do significante em Lacan, nos perguntamos: é possível compreender, no sistema lingüístico saussuriano, uma constituição de sentidos que escapa a linearidade? Haveria em Saussure um movimento entre o previsível e o imprevisível? Para tanto, discutiremos a noção de arbitrariedade e a conseqüente teoria do valor. Propomos, através da noção de arbitrariedade e do valor, que o sistema lingüístico saussuriano é acima de tudo um trabalho com a produção de sentidos. O sistema da língua, tal como colocado por Saussure, nos permite enxergar uma produção de sentidos que não é apenas linear, mas é fruto também, de um movimento contrário, aberto a rupturas.

Palavras-chave


Produção de sentidos. Significante. Sistema lingüístico. Arbitrariedade. Valor.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/signo.v35i59.1420

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo