Transmutações da escrita em suporte digital

Maria Lucia Santaella Braga

Resumo


Este artigo tem por objetivo percorrer a trajetória da escrita desde suas inscrições em suportes mais primitivos, passando pelo papel e o advento do livro impresso, na era gutenberguiana, cuja cultura reinou com soberania durante alguns séculos, até chegar à revolução digital quando a escrita saltou do papel impresso para as telas eletrônicas. Nesse momento a escrita muda de natureza, pois o computador permite a mistura inconsútil das três matrizes da linguagem, o verbal, o visual e o sonoro. Além disso, permite a subdivisão da informação em parcelas que se conectam sob ação do usuário, o que cria uma nova linguagem hipertextual e hipermidiática.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/signo.v37i62.2832

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo