O desaparecimento do autor nas tramas da literatura digital: uma reflexão foucaultiana

Edgar Roberto Kirchof

Resumo


O presente artigo aborda a questão da autoria na literatura digital sob a perspectiva do filósofo francês Michel Foucault. Inicialmente, apresenta-se o estado recente da discussão a partir de duas posições antagônicas: o desaparecimento do autor na estrutura hipertextual, de um lado, e o fortalecimento de sua soberania, de outro lado. Após uma breve sistematização do que tem sido considerado literatura digital pela crítica contemporânea, apresenta-se uma síntese da noção foucaultiana sobre o problema da autoria, a partir da qual passa-se à argumentação, inspirada no pensamento de Foucault, segundo a qual o autor do hipertexto não desaparece enquanto indivíduo responsável por um novo tipo de escrita, mas sua identidade passa por alguns deslocamentos discursivos significativos enquanto função-autor.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/signo.v34i56.962

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo