Artropodofauna da cultura do arroz de várzea em Alagoas-Brasil

janaina Alves Feitosa

Resumo


A cultura do arroz se destaca por desempenhar papel estratégico tanto em nível econômico quanto social para vários povos. Durante o seu desenvolvimento, é afetado por diversas pragas, que podem reduzir significativamente a sua produtividade. Objetivou-se com esse trabalho, conhecer a fauna de artrópodes associados à cultura do arroz de várzea no município de Igreja Nova, no Estado de Alagoas. Foram realizadas 10 coletas quinzenais durante cinco (5) meses. Em cada avaliação, foram coletadas 30 plantas e realizada uma varredura aleatoriamente de uma hora com rede entomológica. O material vegetal coletado foi colocado em sacos de papel revestidos com sacos plásticos e acondicionado em caixa de isopor refrigerada. O material coletado com a rede entomológica foi transferido para frascos com álcool 70% e em alguns casos, em envelopes entomológicos. Todo o material foi encaminhado ao Laboratório de Entomologia/ Acarologia da Universidade Federal de Alagoas- Campus Arapiraca e triado com o auxilio de pincel de cerdas finas em microscópio estereoscópico. Os artrópodes encontrados foram armazenados em potes plásticos e tubos eppendorfs contendo álcool a 70%. Posteriormente os insetos foram montados, em caixas entomológicas e os ácaros em lâminas contendo meio de Hoyer, para microscopia, sendo então identificados utilizando-se microscópio estereoscópico, microscópio de contraste de fases e chaves dicotômicas especializadas. Foi coletado um total 7128 artrópodes (adultos e imaturos), distribuídos nos seguintes táxons: Insecta (4856), Acari (1929), Araneae (239) e Collembola (104).

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/cp.v29i3.9930


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo