UMA APLICAÇÃO DO MÉTODO ESTRUTURAL-DIFERENCIAL MODIFICADO PARA A MICRORREGIÃO DE MARINGÁ (PR) FRENTE À ECONOMIA PARANAENSE NO PERÍODO DE 1994 A 2008

Rinaldo Aparecido Galete

Resumo


O artigo analisa a estrutura produtiva da indústria de transformação na Microrregião de Maringá – MRM- (PR) frente à economia paranaense, no período de 1994 a 2002, através da aplicação do Método Estutural-Diferencial (Shift-Share) modificado. Os resultados indicaram que a MRM apresentou variação líquida total (VLT) positiva. Existem elementos dinâmicos internos e/ou externos atuando na região. O efeito estrutural da região foi positivo, indicando que a região se especializou em setores mais dinâmicos os quais tendem a crescer mais do que média. O efeito diferencial foi positivo, indicando que na MRM há setores da indústria de transformação local que cresceram a taxas superiores ao crescimento dessa indústria em nível estadual, seja ela dinâmica ou não. A aplicação das modificações de Esteban-Marquillas indicou que quatro setores da indústria de transformação da MRM apresentaram efeito alocação positivo, apesar de que, no conjunto da indústria regional, a mesma apresenta vantagem competitiva com mesma estrutura estadual.

Palavras-chave


Desenvolvimento Regional; Análise Regional; Método Estrutural-Diferencial.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/cepe.v0i33.1762

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo