O MODELO DE PRECIFICAÇÃO POR ARBITRAGEM NO CONTEXTO DOS FUNDOS DE INVESTIMENOS BRASILEIROS

Bruno Milani, Paulo Sérgio Ceretta

Resumo


O objetivo deste estudo é precificar o retorno dos fundos de investimento brasileiros com base na aplicação da Arbitrage Pricing Theory, também conhecido como modelo APT, oriundo dos estudos de Ross (1976). Primeiramente, apresentou-se o modelo original proposto por Ross (1976), além dos fatores definidos posteriormente por Chen, Roll e Ross (1986). Em seguida, foram exploradas as adaptações realizadas para a aplicação do modelo no contexto brasileiro. Utilizando dados de frequência mensal, que abrangem o período de abril de 2001 a fevereiro de 2009, o estudo abordou fundos de investimento de gestão ativa e passiva cujos benchmarks são o Ibovespa e o IBrX, além de segregar todas as análise em quartis, para ajustar-se a possíveis discrepâncias em decorrência das diferenças de tamanho entre os fundos. Os resultados evidenciam que o retorno dos fundos é precificado pelos fatores do modelo APT, tornando este um complemento importante do tradicional modelo CAPM.

Palavras-chave


Precificação, Fundos de Investimento, Modelo APT

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/cepe.v0i39.3806

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo