UM ESTUDO SOBRE O NÍVEL DE BURNOUT E AS PERCEPÇÕES DE JUSTIÇA ORGANIZACIONAL EM UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR: PERCEPÇÕES DE SEUS SERVIDORES.

Marcelo da Silva Schuster, Valeria da Veiga Dias

Resumo


O estudo busca diagnosticar a percepção de Justiça Organizacional e Burnout nos servidores da UFSM, através do método descritivo, quantitativo, com coleta de dados por meio de questionário estruturado baseado em instrumentos validados referentes a Burnout (MASLACH, 2003) e Justiça Organizacional (COLQUITT, 2001). A amostra foi composta de 511 participantes, sendo 57,3% do sexo feminino e 42,7% do sexo masculino, destes 63% ocupam cargos de natureza administrativa, 23,6% ligados a saúde e 13,4% são ligados a docência. Ficou evidenciado que os servidores apresentam níveis moderados de Burnout (1,5), apresentando diferença entre os gêneros, a Percepção de Justiça também se encontra em patamar médio (3,91). O estudo demonstra a necessidade de atenção a estes tremas que escassos estudos no Brasil.

Palavras-chave


Justiça Organizacional; Saúde; Desempenho no Trabalho; Exaustão

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/cepe.v0i39.4549

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo