Influência da Impedância e Relutância em Recursos Eletroterapêuticos Utilizados em Tratamentos Fisioterapêuticos

Patrik Nepomuceno, Claudia Betina Reis, Luciana Cezimbra Weis

Resumo


A eletroterapia consiste no tratamento através de correntes elétricas, ocasionando alterações fisiológicas. Dentro desta terapêutica temos os conceitos de impedância e relutância, temas importantes que devem ser conhecimento do fisioterapeuta. Objetivo: Analisar em dados literários aspectos relevantes à impedância e relutância de uma corrente elétrica nos recursos terapêuticos. Métodos: Foram buscados artigos científicos através de bases de dados, no período de março a junho de 2016. Utilizando palavras-chave como “impedância”, “relutância”, “eletroterapia” e “fisioterapia” e suas traduções para o inglês. Resultados: Nessa perspectiva encontraram-se sete artigos científicos que tratam sobre o assunto impedância, nesse período, e não foram encontrados artigos científicos sobre a relutância. Considerações finais: Diversos mecanismos estão relacionados à impedância da pele e sua redução está associada à sensação agradável relatada pelo paciente e também à efetividade do tratamento. Também é necessário ressaltar a importância para o profissional conhecer os assuntos tratados no presente estudo, pois assim ele poderá aplicar de maneira mais efetiva as correntes excitomotoras, gerando assim uma maior agilidade na terapêutica.

Palavras-chave


Impedância; Eletroterapia; Fisioterapia

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/cinergis.v18i0.10460

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo