As constribuições de winnicott para a psicomotricidade relacional

Daiane da Rocha Keppeler, Rodrigo Flores Sartori

Resumo


Este trabalho tem a intenção de fazer uma relação entre os estudos de Winnicott e a psicomotricidade relacional. Winnicott psicanalista infantil, através de suas vivências de consultório, construiu teorias sobre o espaço potencial criado entre a mãe e o bebê, o objeto transicional que faz a função de substituição da ausência da mãe e o brincar que através da simbolização expõe as frustrações das crianças. É então que a psicomotricidade relacional vem ao encontro com das teorias de Winnicott, pois a mesma proporciona o espaço para o lúdico e para que assim o mundo simbólico da criança seja exposto e que seja possível para o bebê superar a separação de sua mãe.

Palavras-chave


Winnicott; Psicomotricidade Relacional

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/cinergis.v12i1.1960

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo