Respostas fisiológicas e metabólicas em escolares submetidos a aulas de educação física voltadas ao desenvolvimento da aptidão cardiorespiratória

Sandra Fachineto, Vanderlize H.B. Willms

Resumo


Bons níveis dos componentes da aptidão física relacionada à saúde representam boas condições de vida, longevidade e menor risco de adquirir doenças hipocinéticas. Assim, este estudo teve por objetivo analisar as respostas fisiológicas - VO2max, Frequência cardíaca de repouso (FC), pressão arterial sistólica (PAS) e diastólica de repouso (PAD) e metabólicas - gasto energético de repouso (GER) antes e após um programa orientado de atividades aeróbias em 22 adolescentes do 2º ano do ensino médio de uma escola Pública de Mondaí/SC. O resultado no Teste t pareado mostrou que quando comparados os valores médios das variáveis fisiológicas e metabólicas em relação a todo o grupo de alunos, foram constatadas diferenças significativas para todas as variáveis (VO2max, PAS e FC de repouso, GE de repouso) com exceção para a PAD. Já na análise por gênero, observaram-se diferenças significativas no VO2máx e na PAD nos meninos e no VO2máx, FC e PAS nas meninas. Quanto ao gasto energético, não houve mudança significativa para ambos os gêneros. A partir disso, pode-se inferir que com um programa orientado de atividade física voltado para a saúde durante as aulas de Educação Física, é possível contribuir na saúde dos escolares.

Palavras-chave


Aptidão Física; Saúde; Educação Física

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/cinergis.v12i1.2209

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo