Associação entre atividade física e indicadores de condição socioeconomica: estudo comparativo entre crianças e adolescentes do município de Santa Cruz do Sul – RS/ Brasil

Matheus Cezar Maria, Cézane Priscila Reuter, Natalí Lippert Schwanke, Éboni Marília Reuter, Greice Graziela Morais, Leandro Tibiriçá Burgos, Miria Suzana Burgos

Resumo


Este estudo buscou verificar possíveis diferenças dos níveis de atividade física relacionando com as condições socioeconômicas de escolares do município de Santa Cruz do Sul-RS. Possui caráter transversal-descritivo, tendo como sujeitos 350 escolares, com idade entre 7 e 17 anos, de ambos os sexos. Para a coleta de dados foi utilizado questionário adaptado previamente validado e a análise estatística constou do teste qui-quadrado. Foram encontradas diferenças estatisticamente significantes na forma de deslocamento, ao que tange âmbito escolar e nível socioeconômico, para ambos os sexos. Destaca-se que estudantes do meio urbano e de níveis socioeconômicos inferiores mostraram-se mais ativos neste quesito. Na prática de atividade física, os resultados apontaram uma relação inversa desta variável com o nível socioeconômico. No âmbito escolar, observou-se a maior prevalência de sujeitos inativos na zona rural. A diferença da forma de deslocamento e atividade física dos escolares avaliados, tanto em relação ao âmbito escolar, quanto ao nível socioeconômico, demonstra diferentes perfis de escolares, que em futuros programas de intervenção devem ser considerados.

Palavras-chave


Fatores Socioeconômicos; Exercício; Atividades Cotidianas

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/cinergis.v13i2.3159

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo