Consumo de suplementos alimentares por universitários da área da saúde

Ana Paula de Lima, Fabiana Assmann Poll

Resumo


Objetivo: Analisar características do consumo de suplementos por universitários de cursos da área da
saúde e verificar a relação desse consumo com a prática
de atividades físicas. Método: O estudo transversal tem
como amostra, 302 universitários que realizaram o preenchimento de um questionário. Resultados: Verificou-se que 27,2% (n=82) dos participantes consomem ou consumiram algum tipo de suplemento alimentar nos últimos seis meses. O consumo de suplementos não apresentou relação significativa com a prática de atividades físicas (p=0,182), mas foi significativo para os exercícios de força (p<0,001). A maioria fez uso de suplementos por iniciativa
própria (47,6%), para aumentar a energia ou performance atlética (30,5%) e compensar deficiências da alimentação (30,5%). Conclusão: A parcela de universitários da área da saúde que fazem uso de suplementos alimentares, em grande parte não possui orientação especializada, e quando existe relação com a prática de atividades físicas, essa, ocorre com exercícios de força.

Palavras-chave


Suplementação nutricional; Atividade Física; Estudantes

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/cinergis.v14i1.3961

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo