Concepções de gestantes sobre o pré-natal realizado por profissional do programa Mais Médicos

Carine Amabile Guimarães, Narciso Vieira Soares, Juliane Pereira Dorneles, Eduarda Batista Kreuning

Resumo


Objetivo: identificar as concepções de gestantes sobre o pré-natal, realizado pelos médicos do Programa Mais Médicos, em uma UBS. Método: trata-se de uma pesquisa de caráter exploratório com uma abordagem qualitativa. Participaram do estudo 14 gestantes atendidas pelo SUS. Para a coleta de dados, utilizou-se a entrevista individual com um questionário norteador com questões abertas e fechadas, sendo realizadas na sala de consulta de enfermagem da Unidade Básica de Saúde, no período de junho e julho de 2016. Os dados foram analisados por meio da análise temática. Resultados: na análise dos dados elencaram-se as categorias “Concepções sobre o atendimento recebido pelos profissionais do Programa Mais Médicos na realização do pré-natal”; “A escuta qualificada, o acolhimento e o vínculo como diferencial na atenção ao pré-natal na UBS”. Considerações finais: o estudo evidenciou que o atendimento realizado pelos profissionais do PMM alicerçam-se nos princípios do SUS, em que o acolhimento e o vínculo
são priorizados e a escuta qualificada representa um diferencial na interação profissional usuária.

Palavras-chave


Atenção ao pré-natal; Programa Mais Médicos; Saúde pública.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/cinergis.v18i1.8144

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo