Propostas de mudanças ao basquete no sertão cearense: dando voz aos praticantes

Bérgson Nogueira de Oliveira, Braulio Nogueira de Oliveira, Jayme Félix Xavier Junior

Resumo


Objetivo: o presente artigo tem como objetivo compreender as percepções de mudanças sociais atribuídas pelos praticantes de basquete em um município do sertão cearense, destacando neste contexto, as suas representações sociais acerca do papel social desta prática esportiva. Método: foram entrevistados cinco sujeitos do sexo masculino que praticam a modalidade há mais de dez anos no contexto do sertão cearense e que estudaram em escolas públicas. Para a construção das informações, utilizamos a entrevista semi-estruturada, seguida por um roteiro composto por temas, que foi adaptado de um estudo realizado por Santos (2004). As análises dos dados se deu a partir da Análise de Conteúdo do tipo Análise Temática, em que foram elaboradas categorias, a partir do material das entrevistas. Resultados: as representações de mudança dos sujeitos indicam o incentivo do basquete nas escolas; criação de projetos sociais; investimento na infraestrutura esportiva; bem como o fomento à criação de competições. Conclusão: conclui-se que a falta de apoio, de forma geral, dificulta a inserção de novos praticantes para essa modalidade. Nesse sentido, entende-se que são necessários mais incentivos ao esporte, pois se trata de um pilar na formação humana e possibilita o seu trabalho, não apenas no alto rendimento, mas também em dimensões de lazer, participação, educação, inclusão social entre outros aspectos.

Palavras-chave


Educação Física e Treinamento; Percepção Social; Socialização.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/cinergis.v18i3.8814

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo