Signo, v. 43, n. 76, 2018 – Edição, textualidades e produção textual

Este número agregará trabalhos em torno do tema da edição e suas textualidades e das diferentes formas contemporâneas de produção textual. As mídias digitais têm promovido transformações para além do espaço da internet, afetando também as produções em papel. Os novos modos de ler, em vista da prática de leitura dos gêneros multimodais, da hipertextualidade e da linguagem da internet, fizeram surgir uma multiplicidade de leitores do nosso tempo – imersivos, moventes e ubíquos, às vezes tão voláteis quanto o conteúdo que circula na rede, e também instáveis, no que diz respeito a comportamentos e práticas com textos. Dialogar com esse leitor também tem sido objetivo de editoras, que buscam inovar em seus processos de produção do livro, reinventando linguagens, formatos e projetos editoriais. Desde o sempre inaugural campo da literatura infantil, com os aplicativos de leitura, aos romances em ebook, e ainda os livros didáticos, essas textualidades têm-se adaptado às novas configurações do mundo da escrita e da leitura. O dossiê convida, assim, autores para apresentarem artigos que reflitam e tragam discussões teóricas e análises críticas desse universo, seja em torno de livros e obras em papel, seja sobre ebooks, aplicativos e textualidades em rede.
A organização desse número será liderada pelas professoras doutoras Ana Elisa Ribeiro (CEFET-MG) e Ana Cláudia Munari Domingos (UNISC). As submissões devem ser realizadas até 01 de setembro de 2017, sendo o lançamento previsto para janeiro de 2018.