Chamada Signo: v. 46, número 85: Ensino de língua em tempos de pandemia: aprendizagens e perspectivas

Em 2020, o limite entre a ficção e a realidade se rompeu quando o mundo passou a vivenciar a pandemia causada pelo coronavírus SARS-CoV-2. Inúmeros países ao redor do mundo, inclusive o Brasil, implementaram medidas de distanciamento social para conter o avanço desse vírus altamente contagioso, evitar a sobrecarga do sistema de saúde e preservar a vida humana. Essas medidas de isolamento social repercutiram no sistema de ensino, tanto em nível básico quanto superior, seja ele público ou privado. Escolas e universidades adotaram posturas diversas em relação às atividades de ensino: algumas optaram pela sua suspensão completa; outras determinaram a manutenção das atividades remotamente, pelo uso das tecnologias da informação e comunicação.
A pandemia veio inequivocamente funcionar como um acelerador do futuro no domínio da inovação e da digitalização da sociedade e, embora sempre tenha existido alguma relutância em relação à educação online, hoje há uma consciência generalizada da importância da tecnologia e do digital para atenuar os riscos inerentes a uma situação de calamidade que são particularmente notórios em contextos educacionais.
Face a esse cenário, este número da Revista Signo visa a acolher trabalhos teóricos, relatos de experiência ou estudos de caso que discutam e problematizem o ensino de língua materna ou estrangeira – com ênfase na transposição didática – e suas transformações durante e pós-pandemia, no Brasil e em outros países, e que estejam alinhados ao foco e escopo da Revista, podendo seus autores ser alunos, professores ou pesquisadores de Programas de Pós-Graduação, graduação ou ensino básico.

Organizadoras: Cristiane Dall’ Cortivo Lebler (Universidade Federal de Santa Catarina), Isabel Roboredo Seara (Universidade Aberta/Portugal), Leonor Werneck dos Santos (Universidade Federal do Rio de Janeiro)

Cronograma da chamada:
Prazo de submissão: 30/09/2020.
Publicação: dezembro de 2020.