Luto e melancolia: um estudo de caso

Evelin Helena Torrel, Jerto Cardoso da Silva

Resumo


A temática “Luto e Melancolia” se faz relevante na prática clínica tendo em vista queprocesso de luto é entendido como a perda natural entre uma pessoa e seu objeto, nãoabrangendo somente a morte, mas as constantes perdas simbólicas e reais que acontecemdurante a vida do sujeito. Deste modo, o presente trabalho se caracteriza como um Estudo deCaso que é resultado de atendimentos psicoterápicos individuais. No presente estudo, éutilizado considerações psicanalíticas com intuito de mostrar uma reflexão de dois casosclínicos atendidos. O caso é considerado como um relato de uma experiência singular de umsujeito que sofre. É escrito por um terapeuta para atestar seu encontro com um paciente esustentar um avanço teórico (NASIO, 2001). Concluiu-se que para Freud o luto representauma fase transitória, na qual o indivíduo se depara com a perda de um objeto de amor, na quala superação desta fase acontecerá quando ocorre a substituição do mesmo, tendo em vista quea libido que foi investida no material perdido será colocada neste novo objeto. E namelancolia o sujeito irá se identificar com o objeto perdido, o que irá favorecer oempobrecimento do seu ego. No caso A, percebe-se a questão do luto, quando Rose consegueelaborar as diferentes perdas em que sofre, aos poucos voltando a sair e olhar mais para si. Jáno caso B, o mesmo relaciona-se com o quadro melancólico devido à gravidade e intensidadeda perturbação da autoestima e de empobrecimento do ego.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Flag Counter