SOLIDÃO E LUXÚRIA: A TERAPIA COGNITIVO-COMPORTAMENTAL EM UM CASO CLÍNICO DE TRANSTORNO DEPRESSIVO

Diorginis Luis Fontoura da Rosa, Marina Pante

Resumo


O presente artigo apresentará um estudo de caso de psicoterapia individual realizado durante o Estágio Integrado em Psicologia no Serviço Integrado de Saúde (SIS), através da Terapia Cognitivo-Comportamental. O paciente é um homem adulto de 37 anos , descrito aqui como João, afim de preservar sua identidade. Com o diagnóstico de Transtorno Depressivo Maior, sua queixa inicial é que se sente triste e solitário. O objetivo deste trabalho é compreender como a solidão pode levar ao Transtorno Depressivo, além de descrever os principais procedimentos realizados no processo terapêutico. Como descrito em alguns estudos, a Terapia Cognitiva é muito eficaz nos tratamentos de depressão, com um amplo repertório de técnicas capazes de romper com o padrão de pensamentos disfuncionais do sujeito depressivo. Ao final do processo, o paciente consegue mudanças significativas em sua vida, conseguindo aliviar seu sofrimento e retomar sua rotina.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Flag Counter