(RE)APRENDENDO A SER FAMÍLIA: ESTUDO DE CASO DE UMA FAMÍLIA RECONSTITUÍDA

Denise Vidal, Bibiana Borba Goettert, Dulce Grasel Zacharias

Resumo


O presente estudo tem como objetivo a análise do caso clínico de uma família, sob o enfoque da abordagem sistêmica, a partir dos atendimentos realizados em um serviço escola de uma universidade do interior do Rio Grande do Sul. A abordagem supracitada se caracteriza pela mudança de olhar do indivíduo para a família como um sistema, compreendendo essa não apenas como um conjunto de indivíduos, mas sim uma rede permeada de relações. A partir deste enfoque o trabalho discorre sobre uma família reconstituída, compreendendo que este fator pode causar impactos na estrutura familiar, visto que, a entrada de novos membros acaba por modificar a dinâmica familiar, estes necessitam readaptar-se frente a essa nova fase. Além disso, a influência de fatores como a adolescência, papéis familiares e afetividade tornam-se de grande relevância. Em meio a suas inúmeras diferenças, a família busca uma adaptação mais funcional, propondo-se a repesar e rever seus padrões constantemente.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Flag Counter