OBSERVAMENTAL: OBSERVATÓRIO DE SAÚDE MENTAL

Maria Carolina Magedanz, Jerto Cardoso da Silva, Edna Linhares Garcia, Mariana Hintz Moraes, Maria Eduarda de Moraes Riva, Raphaela de Moura dos Santos

Resumo


Os Observatórios podem ser definidos enquanto um repositório virtual de informações de forma on-line, ou ainda enquanto uma rede. Estes caracterizam-se como uma instância em processo permanente de aquisição de dados, de realização de pesquisas e atividades estratégicas nas áreas a que se propõem, buscando acompanhar sempre o impacto e os efeitos de determinadas ações ou políticas em uma região, um país ou mundialmente. Dessa forma, o presente artigo visa apresentar o Observatório de Saúde Mental, nomeado de Observa Mental por meio de três pontos que foram considerados essenciais: práticas em saúde mental, saúde mental dos trabalhadores da saúde e observatórios enquanto metodologia possível. Assim, justifica-se a criação do Observatório a partir da necessidade de fomentar o resgate histórico dos processos de trabalho e práticas em saúde mental na 28ª Região de Saúde. Isso posto, o Observatório busca contribuir com a organização e sistematização de informações, políticas, dados, experiências e práticas profissionais, tanto no contexto histórico da região como também nos seus atravessamentos e agravamentos nos cenários de crises e desastres, como é o caso da Pandemia causada pelo Sars-Cov-2 em 2020. Nesse sentido, o presente trabalho possui como principal objetivo socializar a construção, a implementação e consolidação do Observatório de Saúde Mental, buscando que o mesmo se configure como um repositório e um disseminador das informações e conhecimentos produzidos ao longo de um percurso da saúde mental, a fim de subsidiar projetos, pesquisas e informar a população acerca de seus direitos.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Flag Counter