CONFECÇÃO DE APARELHO ORTODÔNTICO ESTÉTICO EM CRIANÇA COM AGENESIA DENTÁRIA: RELATO DE CASO

Wesley Misael Krabbe, Gustavo da Rosa Gularte, Jorge Ricardo Schmidt Maas, Roque Wagner, Juliana Kraether, Renita Baldo Moraes

Resumo


Introdução: Ausências congênitas de dentes ocorrem devido a distúrbios que acontecem durante a formação e a diferenciação celular. A etiologia não é bem definida, podendo ocorrer devido a fatores locais, mutações genéticas, distúrbios sistêmicos ou em pessoas com diagnóstico de displasia ectodérmica. A agenesia dentária constitui a anomalia craniofacial de desenvolvimento mais comum, ocorrendo em aproximadamente 25% da população. Ausências dentárias podem causar impactos na estética, mastigação, fonação e principalmente, na qualidade de vida do paciente. Objetivo: Descrever um caso clínico no qual foi confeccionado um aparelho ortodôntico para devolver função e estética, e seu impacto na qualidade de vida do paciente. Relato do caso: Paciente de 7 anos de idade, do sexo feminino, possuindo características de displasia do ectoderma, compareceu, acompanhada de sua mãe, na disciplina de Estágio Supervisionado Odontopediátrico, na Clínica de Odontologia da Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC), com a queixa principal de ausência e alteração morfológica de vários dentes. A mãe da paciente procurou atendimento odontológico em diversos locais, pois a mesma sofria bullying na escola, devido às ausências dentárias. Além disso, a mãe relatou que a paciente apresentava hipertermia frequente nos primeiros anos de vida, pequena dificuldade de aprendizado, intolerância ao leite, entretanto, sem demais comprometimentos. Na consulta inicial foi realizado anamnese e posterior profilaxia, tendo cuidado com o manejo da paciente. No exame físico intraoral foi observado desenvolvimento reduzido do processo alveolar, ausência de dois pré-molares superiores, de um incisivo lateral superior permanente e dos quatro incisivos inferiores permanentes. A paciente apresentava dentição mista, com a presença de todos os segundos molares decíduos e um canino superior decíduo. As ausências dos dentes permanentes foram confirmadas através de radiografia panorâmica. Ao final da consulta, foi proposto a confecção de um aparelho ortodôntico móvel inferior com dentes, para suprir a ausência dos quatro incisivos, que era a queixa principal. Na consulta seguinte a paciente estava incomodada com a necessidade de moldagem, porém, após a utilização da técnica “dizer, mostrar, fazer”, permitiu realizar a moldagem dos arcos superior e inferior. Seguido da moldagem, o molde foi vazado em gesso pedra e planejou-se o caso. Para a confecção do aparelho foram utilizados grampos Adams nos dentes 75 e 85, grampo interproximal entre os dentes 75 e 36 e entre os dentes 85 e 46 e um grampo circunferencial no dente 43. Os grampos foram fixados no modelo e então inseridos os quatro dentes na região anterior. Em seguida, o aparelho foi acrilizado e realizado o acabamento e polimento final. Na consulta seguinte, foi realizada a prova, alguns ajustes e a entrega do aparelho para a paciente, orientando para o seu cuidado. Resultados: Após sete dias a paciente retornou, relatando estar muito satisfeita com o resultado final. A mãe corroborou, comentando que o aparelho ortodôntico foi o melhor presente que pôde oferecer para sua filha. Foram realizados novos ajustes no aparelho, e a paciente segue em acompanhamento odontológico na Clínica de Odontologia da UNISC. Considerações finais: A confecção do aparelho ortodôntico estético possibilitou a reabilitação temporária para o caso e contribuiu com a qualidade de vida da paciente.

Palavras-chave: Agenesia Dentária; Ortodontia; Qualidade de Vida.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.