Substratos alternativos na produção de mudas de alface

Antonio Carlos Bassaco, Berilo de Souza Brum Júnior, Tiago Silveira Ferrera, Gabriel Pereira Bassaco, Natielo Almeida Santana, Zaida Inês Antoniolli

Resumo


A qualidade de mudas de hortaliças está relacionada principalmente com o tipo de substrato utilizado. O objetivo deste estudo foi avaliar a relação entre a qualidade de mudas de alface e o uso de substratos alternativos, como o vermicomposto de esterco de coelhos e do conteúdo do rúmen de bovinos. Os fertilizantes utilizados foram: vermicomposto de esterco de coelhos – VEC; vermicomposto produzido a partir de um composto de esterco de coelhos misturado com casca de arroz – VCC; vermicomposto do conteúdo do rúmen de bovinos – VRB; substrato comercial (Mecplant®) – M. As proporções avaliadas foram: (v/v): 0, 25, 50, 75 e 100%. As unidades experimentais foram completadas, quando necessário, com vermiculita fina lavada. Utilizou-se a cultivar de alface Vera para a produção de mudas em casa de vegetação. Os substratos constituídos pelo vermicomposto de composto de esterco de coelhos misturado com casca de arroz mais vermiculita, nas proporções 50% e 75% apresentam potencial para a produção de mudas de alface, semelhante às produzidas com substrato comercial. O uso da casca de arroz e da vermiculita no substrato melhoram suas condições físicas, servindo como condicionadores, favorecendo o desenvolvimento das mudas de alface.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/cp.v31i2.14318

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo