ANÁLISE FAUNÍSTICA E FLUTUAÇÃO POPULACIONAL DE GYPONINAE (HEMIPTERA: CICADELLIDAE) NA CULTURA DA VIDEIRA NA SERRA GAÚCHA

Willian Campeol Zadra, Liéven Peruzo, Priscila Paris, Graziela Poletto, Marcos Botton, Wilson Sampaio de Azevedo Filho

Resumo


Gyponinae inclui espécies de cigarrinhas pouco estudadas em relação a sua ocorrência nas culturas e seu potencial como vetor de microorganismos. O objetivo do trabalho foi realizar a análise faunística e conhecer a flutuação populacional das espécies de Gyponinae (Hemiptera: Cicadellidae) associadas à cultura da videira na região da Serra Gaúcha. As amostragens foram conduzidas em quatro vinhedos de Vitis vinifera localizados nos municípios de Bento Gonçalves e Pinto Bandeira. Em cada vinhedo foram instalados 40 cartões adesivos amarelos (8,5 x 11,5cm), distribuídos em 20 pontos, com dois cartões em cada ponto (45cm acima do solo e 45cm acima da lâmina foliar). A cada 15 dias os cartões usados foram substituídos durante o período de 01 a 12/2011. Ao longo do período de amostragem foram coletados 323 espécimes e identificadas nove espécies incluídas em três gêneros: Curtara inflata, C. pagina, C. samera, Gypona acuta, G. fulvotincta, G. sellata, G. stalina, G. validana e Reticana lineata. As espécies predominantes foram C. pagina, C. samera, G. acuta, G. sellata e R. lineata. A espécie C. inflata é um novo registro para os vinhedos do Rio Grande do Sul. G. acuta foi prevalente na cultura com ocorrência em todos os meses do ano. O pico populacional de Gyponinae na cultura da videira foi registrado no mês de março.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/cp.v25i1.3765


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo