Trichoderma harzianum no tratamento de sementes de Cladosporium herbarum, Sclerotinia sclerotiorum e no aumento de crescimento do feijoeiro no Brasil

Gesiane Ribeiro Guimarães, Fabíola Teodoro Pereira, Sueli Corrêa Marques Mello, Daniel Diego Costa Carvalho

Resumo


O potencial de uso de Trichoderma para o controle biológico de patógenos em sementes, assim como no controle de doenças do feijoeiro em condições de campo, tem sido constatado. Além de possuir diferentes mecanismos de controle, tais como antibiose, competição e hiperparasitismo, o fungo Trichoderma possui habilidade para colonizar a rizosfera e as radículas das plântulas, podendo também atuar na promoção do crescimento inicial do feijoeiro. Esta revisão tem por finalidade levantar as recentes pesquisas realizadas no Brasil, acerca deste fungo como agente de biocontrole de Cladosporium sp., um importante patógeno de sementes e de Sclerotinia sclerotiorum, causador do mofo branco, abordando também seu efeito promotor sobre o crescimento do feijoeiro.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/cp.v30i2.6884


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo