O empoderamento dos pais na educação e nos cuidados dos filhos: contribuições teóricas

Sérgio Murilo Ferreira, Flávia Cristina Busch Boregas, Bruna Rafaele Milhorini Greinert, Diógenes Aparício Garcia Cortez, Rute Grossi Milani

Resumo


termo empoderamento remete a uma gama de ações, é um termo plurifacetado, processo dinâmico. O empoderamento dos pais ocorre quando estes se percebem como detentores de recursos para educar e exercer suas funções de proteção e promoção ao desenvolvimento saudável dos filhos, porém a tarefa de educar é complexa e requer aprendizado, envolve desafios que podem conduzir a práticas pouco eficazes. Objetivo: compreender o processo de empoderamento dos pais na educação e nos cuidados dos filhos. Método: o estudo foi realizado com base em revisão bibliográfica realizada por meio de buscas eletrônicas nos bancos de dados Scientific Electronic Library Online (SCIELO), Pepsic e em livros especializados, visando verificar as contribuições teóricas, principalmente as psicanalíticas, sobre o tema. Resutados: foi possível constatar a existência de uma relação entre educação e saúde, especialmente no que tange aos cuidados iniciais e desenvolvimentais destinados às crianças, oriundos dos pais ou cuidadores. Considerações Finais: o empoderamento nos cuidados dos filhos, nos processos educacionais, disciplinares e vinculares possibilita a promoção da saúde ao desenvolver aspectos relativos à empatia, autoestima, consciência moral e ética. A criança necessita e busca em seus pais parâmetros norteadores representativos de leis, normas e, consequentemente, referências.

Palavras-chave


Empoderamento; Vinculação Familiar; Psicanálise; Promoção da saúde.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/cinergis.v17i3.8060

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo