Pensando sobre a população idosa rural de Santa Cruz do Sul

Autores

DOI:

https://doi.org/10.17058/rjp.v8i1.11839

Palavras-chave:

População idosa. Meio rural. Migração.

Resumo

Neste recorte de um projeto de pesquisa intitulado “Estudo Socioeconômico e Demográfico da População Idosa no Meio Rural do Município de Santa Cruz do Sul”, de caráter quantitativo, serão apresentadas características do envelhecimento no meio rural de Santa Cruz do Sul, através de dados secundários, provenientes do Censo Demográfico da População de 2010 (IBGE, 2010), bem como resultados preliminares dos dados primários, cuja amostra é equivalente a 10% do total de idosos dos sete distritos rurais do município. A pesquisa evidencia que há uma redução da população rural jovem, que migra para os centros urbanos em busca de melhores condições de vida. Esta percepção se dá mediante a realidade encontrada pelas autoras nos distritos, pois um número expressivo de idosos vive apenas com o cônjuge ou mesmo sozinho. A partir deste olhar sobre a população idosa, dá-se visibilidade para a sua realidade, bem como para as diferenças entre viver a velhice no campo e na cidade.

Biografia do Autor

Juliana Rohde, UNISC

Graduada em Psicologia pela UNISC. Cursando residência multiprofissional no Hospital Santa Cruz.

Silvia Virginia Coutinho Areosa, Universidade de Santa Cruz do Sul/UNISC

Professora de Psicologia desde 1990, na UNISC desde 1996. Doutorado em Serviço Social na PUCRS Doutorado sanduiche na Universidade de Barcelona;ES. Pós-doutorado em 2012 PUCRS.

Downloads

Publicado

2018-07-02

Edição

Seção

CIÊNCIAS HUMANAS