Produção de discursos sobre inclusão: um estudo dos anais da ANPEd (2011-2016)

Giulia Netto Löbler, Taís Morgana dos Santos, Betina Hillesheim

Resumo


Este artigo compreende a inclusão inscrita numa determinada ordem discursiva, que a estabelece como um imperativo deste tempo. Para investigar os discursos sobre inclusão no âmbito da pesquisa acadêmica na Educação, elegeu-se como materialidade de pesquisa os resumos dos trabalhos publicados nas Reuniões Nacionais e Regionais Sul da ANPEd, entre os anos de 2011 e 2016. A análise voltou-se para os títulos, resumos e palavras-chave de 64 trabalhos das Reuniões Nacionais, concentrados nos grupos Educação Especial, Educação e Relações Étnico-Raciais e Educação Fundamental. Os resultados apontam que os trabalhos colocavam a escola como um espaço privilegiado para a inclusão, bem como a ideia da inclusão como um direito. Ainda, há uma preocupação na análise e proposição de um conjunto de ações que deve ser operacionalizado para a efetivação da inclusão. Observa-se também a inclusão em constante relação com a exclusão, sendo colocada ora como oposta, ora como sinalizadora de que a inclusão é falha ou insuficiente, ora como complementar à inclusão. Por fim, considera-se importante realizar análises sobre quais práticas são produzidas pelos diferentes discursos, buscando problematizar o que está naturalizado e compreender como os sujeitos tornam-se o que são.

Palavras-chave


Inclusão; discurso; educação

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/rjp.v9i1.13335



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo


PRÓ-REITORIA ACADEMICA, DIREÇÃO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO


Av. Independência, 2293
CEP 96815-900 - Santa Cruz do Sul - RS
Bloco 25 - Sala 2501
Fone: +55-51-3717-7341