“ESTRATÉGIAS DE EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE NA REDE DE CUIDADOS À PESSOA COM DEFICIÊNCIA”: avaliação do projeto e das contribuições para as práticas cotidianas de trabalho e assistência

Autores

  • Guilherme Mocelin Universidade de Santa Cruz do Sul - UNISC
  • Brenda Raddatz De Oliveira Universidade de Santa Cruz do Sul
  • Ana Gabriela Sausen Universidade de Santa Cruz do Sul
  • Maria Carolina Magedanz Universidade de Santa Cruz do Sul
  • Camila Dubow Universidade de Santa Cruz do Sul
  • Edna Linhares Garcia Universidade de Santa Cruz do Sul
  • Leni Dias Weigelt Universidade de Santa Cruz do Sul
  • Suzane Beatriz Frantz Krug Universidade de Santa Cruz do Sul

DOI:

https://doi.org/10.17058/rjp.v10i1.14886

Palavras-chave:

Deficiência. Rede. Avaliação. Intersetorial. Ações.

Resumo

O objetivo do estudo foi avaliar o projeto “Estratégias de Educação Permanente em Saúde na Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência” e analisar suas contribuições, a partir da ótica de seus participantes, para as práticas cotidianas de trabalho e assistência na rede de atenção às pessoas com deficiência. O projeto interinstitucional foi desenvolvido nos anos de 2017 e 2018 na 28ª região de saúde do Rio Grande do Sul e contemplado no prêmio INOVASUS/2016 da Organização Pan--Americana de Saúde (OPAS) e Ministério da Saúde. Por meio de pesquisa exploratória, de abordagem quantitativa e qualitativa, realizou-se no presente estudo, a avaliação e contribuição das ações da segunda etapa do projeto. Os dados foram coletados por meio de um formulário, composto por seis blocos temáticos, contendo 29 questões fechadas e quatro questões abertas, durante a oficina “Avaliação do Projeto e Criação do Grupo Condutor”, realizada na Universidade de Santa Cruz do Sul, em que participaram 15 sujeitos, entre eles, profissionais saúde, educação, assistência social e gestores da Rede. Os dados revelaram como muito positivo o desenvolvimento do projeto na região, sendo que os participantes, em sua maioria, avaliaram as ações desenvolvidas como ótimas e apontaram as importantes implicações e contribuições deste para o aprimoramento de suas práticas cotidianas de trabalho e assistência na rede de atenção às pessoas com deficiência. Destacaram também o enfoque interdisciplinar, multiprofissional e interinstitucional do projeto como um dos fatores que contribuiu para o sucesso das ações.

Biografia do Autor

Guilherme Mocelin, Universidade de Santa Cruz do Sul - UNISC

Acadêmico do curso de Enfermagem, integrante do Grupo de Estudos e Pesquisas em Saúde (GEPS) e bolsista PROBIC/FAPERGS na Universidade de Santa Cruz do Sul

Brenda Raddatz De Oliveira, Universidade de Santa Cruz do Sul

Graduada em Enfermagem pela Universidade de Santa Cruz do Sul, Residente da Escola de Saúde Pública do Estado do Rio Grande do Sul

Ana Gabriela Sausen, Universidade de Santa Cruz do Sul

Acadêmica do curso de Enfermagem, integrante do Grupo de Estudos e Pesquisas em Saúde (GEPS) e bolsista PUIC na Universidade de Santa Cruz do Sul;

Maria Carolina Magedanz, Universidade de Santa Cruz do Sul

Acadêmica do curso de Psicologia, integrante do Grupo de Estudos e Pesquisas em Saúde (GEPS) e bolsista PIBIC/CNPq na Universidade de Santa Cruz do Sul

Camila Dubow, Universidade de Santa Cruz do Sul

Doutoranda do Programa de Pós Graduação em Promoção da Saúde (PPGPS) e integrante do Grupo de Estudos e Pesquisas em Saúde (GEPS) na Universidade de Santa Cruz do Sul;

Edna Linhares Garcia, Universidade de Santa Cruz do Sul

Doutora, docente do Departamento de Ciências da Saúde e do Programa de Pós Graduação em Promoção da Saúde (PPGPS) na Universidade de Santa Cruz do Sul

Leni Dias Weigelt, Universidade de Santa Cruz do Sul

Doutora, docente do Departamento de Ciências da Saúde e do Mestrado Profissionalizante em Psicologia na Universidade de Santa Cruz do Sul

Suzane Beatriz Frantz Krug, Universidade de Santa Cruz do Sul

Doutora, docente do Departamento de Ciências da Saúde e do Programa de Pós Graduação em Promoção da Saúde (PPGPS) na Universidade de Santa Cruz do Sul

Downloads

Publicado

2021-01-05

Edição

Seção

CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE