O IDOSO NO CONTEXTO FAMILIAR: A FUNÇÃO DE CUIDADO

Evelin Wegner, Lisianne Brittes Benitez

Resumo


O equilíbrio e o bem-estar do idoso podem estar associados às relações de afeto desenvolvidas no ambiente familiar. O objetivo deste estudo foi conhecer a percepção de idosos brasileiros e espanhóis sobre a função de cuidado da família. A pesquisa foi comparativa-descritiva, utilizou metodologia quantitativa-qualitativa. A população alvo foi de idosos, de ambos os sexos, que frequentavam serviços ligados à UNISC, grupos de convivência para terceira idade e grupos/centros de idosos atendidos pela Universidade de Barcelona, Espanha. Os idosos foram questionados sobre “se acreditavam que a família poderia desempenhar bem sua função de cuidado com os netos e/ou avós na atual sociedade”. Como percepção positiva surgiram três categorias de análise: “obrigação”, na qual os idosos referiram que os filhos devem cuidar dos pais idosos e os avós devem cuidar dos netos; “união familiar”, em que afirmaram que a família unida é capaz de desempenhar satisfatoriamente sua função de cuidado; afeto, amor, carinho e paciência são sentimentos que servem de alicerce para a família. Como percepção negativa destacou-se a categoria “conflito de gerações”, abordando as diferenças intergeracionais. Logo, para os idosos pesquisados no Brasil e na Espanha, as relações de afetividade e a união familiar estão diretamente relacionadas à qualidade do cuidado dispensado.

Palavras-chave


Idoso; Cuidado; Família.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/rjp.v3i2.4089



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo


PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO


Av. Independência, 2293
CEP 96815-900 - Santa Cruz do Sul - RS
Bloco 25 - Sala 2501
Fone: +55-51-3717-7341