ESTUDO PARA ANÁLISE DE CICLO DE VIDA DE PRODUTOS CERÂMICOS

Adilson Moacir Becker Junior, Adriane Lawisch Rodríguez, Cláudia Mendes Mählmann, Diosnel Antônio Rodríguez Lopez

Resumo


A produção de tijolos requer grande quantidade de recursos e causa uma série de efeitos negativos ao meio ambiente. Neste contexto, o presente artigo visa analisar o processo produtivo de uma Cerâmica localizada na região de estudo e, consequentemente, estudar a aplicação da ferramenta de Análise de Ciclo de Vida (ACV). Como resultados, destaca-se que o processo da indústria é constituído pelas etapas: extração de argila, transporte, mistura da argila, pré-elaboração, extrusão, secagem, queima e expedição. Dentre estes processos, o maior impacto relativo encontra-se principalmente nas etapas de extração e transporte da argila, uma vez que demanda considerável quantidade de combustível. Além disso, a etapa de queima também contribui, uma vez que são necessárias altas temperaturas para se atingir as propriedades exigidas. Em relação à matéria prima, as perdas são relativamente baixas, uma vez que não ocorrem grandes transformações da argila, possibilitando o reaproveitamento em quase todas as etapas. A exceção encontra-se na etapa de queima, que não possibilita reversão do processo, gerando resíduos se o produto não estiver na qualidade exigida. Dentre as possibilidades de melhorias, sugere-se o estudo da incorporação de resíduos industriais na cerâmica, visando à manutenção das propriedades dos produtos e redução do impacto ambiental.

Palavras-chave


Análise de Ciclo de Vida (ACV); Cerâmica; Gestão Ambiental; Processo Industrial.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/rjp.v3i2.4091



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo


PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO


Av. Independência, 2293
CEP 96815-900 - Santa Cruz do Sul - RS
Bloco 25 - Sala 2501
Fone: +55-51-3717-7341