ATIVIDADE ANTIBACTERIANA DO EXTRATO AQUOSO DE TRIPODANTHUS ACUTIFOLIUS FRENTE A STAPHYLOCOCUS AUREUS

Thamires Klein de Souza, Chana de Medeiros da Silva, Lisianne Brittes Benitez, Gilsane de Lino von Poser, José Ângelo Silveira Zuanazzi

Resumo


As propriedades antimicrobianas de substâncias e óleos essenciais que as plantas contêm, como produtos de seu metabolismo secundário, tem sido alvo da comunidade científica que se dedica ao estudo das propriedades medicinais das plantas. Considerando que em vários grupos de microrganismos é crescente o número de cepas resistentes aos antibióticos utilizados no tratamento de infecções, este estudo teve por objetivo avaliar o potencial antimicrobiano do extrato aquoso de Tripodanthus acutifolius (erva-de-passarinho) isolado do hospedeiro Ligustrum lucidum. A atividade antimicrobiana foi testada pelo método de ágar-difusão em disco frente a cepas de Staphylococcus aureus que apresentavam perfis de resistência (MRSA) ou sensibilidade à meticilina (MSSA). Os resultados obtidos por difusão em ágar mostraram que o extrato aquoso de Tripodanthus acutifolius em concentrações que variaram de 100 mg/mL a 0,5 mg/mL apresenta potencial antibacteriano contra Staphylococcus aureus evidenciado pelo aparecimento de zonas de inibição do crescimento. A atividade antibacteriana observada neste estudo sugere que o extrato aquoso de Tripodanthus acutifolius é fonte de compostos com atividade farmacológica e significativo potencial terapêutico.

Palavras-chave


Tripodanthus acutifolius, extrato aquoso, atividade antibacteriana, Staphylococcus aureus

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/rjp.v4i1.4506



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo


PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO


Av. Independência, 2293
CEP 96815-900 - Santa Cruz do Sul - RS
Bloco 25 - Sala 2501
Fone: +55-51-3717-7341