DESFLUORETAÇÃO PARCIAL DE ÁGUAS SUBTERRÂNEAS POR ADSORÇÃO/PRECIPITAÇÃO POR CONTATO EM MICROCOLUNAS DE FILTRAÇÃO

Keiti Oliveira Alessio, Lucas Ferreira Bastos, Manoel Mazzuchi Soares, Adilson Ben Costa, Eduardo Lobo Alcayaga

Resumo


O objetivo deste estudo foi investigar, em microescala, o processo de adsorção/precipitação por contato, em carvão ativado, para a remoção do excesso de íons fluoreto de águas subterrâneas. Para isso foram montadas microcolunas de desfluoretação com diâmetro de 2,3 cm e altura de 10 cm, contendo 27 g de carvão ativado de osso. A vazão do sistema foi controlada por uma bomba peristáltica, e a concentração de íons fluoreto no efluente da coluna foi monitorada continuamente. No instante em que ocorre a saturação do meio adsorvente foram adicionadas soluções de sais de cálcio e fósforo na entrada da coluna, iniciando o processo de precipitação por contato. Os resultados obtidos comprovaram a eficiência do carvão ativado de osso na remoção do excesso de íons fluoretos, bem como comprovaram que o processo de precipitação por contato aumenta significativamente a vida útil dos sistemas de filtração, mantendo o nível de íons fluoretos dentro do limite estabelecido pela portaria n° 2914 do Ministério da Saúde (1,5 mgL-1).

Palavras-chave


Carvão ativado de osso; Adsorção; Fluoreto; Precipitação por contato; Desfluoretação.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/rjp.v4i3.4510



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo


PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO


Av. Independência, 2293
CEP 96815-900 - Santa Cruz do Sul - RS
Bloco 25 - Sala 2501
Fone: +55-51-3717-7341