O PAPEL DO ESTADO E DA SOCIEDADE CIVIL NA ELABORAÇÃO DOS PLANOS ESTRATÉGICOS DE DESENVOLVIMENTO: O CASO DOS CONSELHOS REGIONAIS DE DESENVOLVIMENTO CELEIRO E NOROESTE COLONIAL

Daniele Grandotto Felipim, Caroline da Rosa, Vinícius Ribas Samuel dos Santos, Sérgio Luís Allebrandt

Resumo


O objetivo deste estudo foi analisar o processo de construção dos planos estratégicos de desenvolvimento nos Conselhos Regionais de Desenvolvimento (Coredes) Celeiro e Noroeste Colonial, descrevendo e analisando a dinâmica de participação da sociedade e do Estado nesses processos. O estudo enquadra-se como pesquisa interpretativa e qualitativa. Como estratégia metodológica foram utilizadas pesquisa bibliográfica, pesquisa documental e entrevistas narrativas com atores sociais e agentes públicos e privados da região. Criados no início da década de 1990, os Coredes têm entre os seus principais objetivos o de formular e executar estratégias regionais, consolidando-as em planos de desenvolvimento regional. Com a realização do estudo constatou-se que ambos os Coredes apresentaram fragilidades na elaboração de seus planos. Da mesma forma, as entrevistas realizadas apontam para a necessidade de realização de um novo pacto regional antes da atualização dos atuais planos, se as regiões efetivamente quiserem assumir o processo e o seu resultado em todas as suas fases, especialmente nas de implementação e efetiva concretização.

Palavras-chave


Desenvolvimento Regional. Planejamento Estratégico. Participação social. Sociedade civil. Conselhos Regionais de Desenvolvimento.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/rjp.v5i2.5710



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo


PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO


Av. Independência, 2293
CEP 96815-900 - Santa Cruz do Sul - RS
Bloco 25 - Sala 2501
Fone: +55-51-3717-7341