COMPÓSITOS POLIMÉRICOS DE BLENDA DE POLIPROPILENO E TERMOPLÁSTICO DE AMIDO REFORÇADOS COM BIOMASSA FÚNGICA DE ASPERGILLUS SP E PENICILLIUM SP

Bruno Felipe Bergel, Leonardo Azevedo Massulo, Valeriano Antonio Corbellini, Adriane Lawisch Rodríguez, Cláudia Mendes Mählmann

Resumo


Os materiais biodegradáveis, ou parcialmente degradáveis, tem ganhado espaço nos últimos tempos devido ao aumento das políticas que visam controlar e diminuir os problemas ambientais. Dentro deste cenário, este trabalho teve o objetivo de estudar compósitos poliméricos parcialmente biodegradáveis, utilizando termoplástico de amido (TPS) e biomassa fúngica provinda dos gêneros Aspergillus sp e Penicillium sp. Para a confecção destes compósitos utilizou-se como matriz uma blenda com 20% de TPS e 80% de polipropileno (PP), em massa. Como fase dispersa foi utilizada biomassa fúngica em fração mássica de 5%. O principal objetivo da adição desta biomassa foi a possibilidade de aumento das propriedades mecânicas, sem alterar as características biodegradáveis do material. Os compósitos foram cortados em corpos de prova e estes foram avaliados através de ensaios de tração, flexão e dureza. Os resultados indicaram a dependência das propriedades das amostras considerando o tipo de fase dispersa na formulação e também a possibilidade de uso deste material para diversas aplicações.

Palavras-chave


Compósito, Blenda, TPS, Aspergillus sp., Penicillium sp.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/rjp.v5i2.5753



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo


PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO


Av. Independência, 2293
CEP 96815-900 - Santa Cruz do Sul - RS
Bloco 25 - Sala 2501
Fone: +55-51-3717-7341