Avaliação de polimorfismo de nucleotídeo único em gene promotor da citocina inflamatória IL6 quanto à susceptibilidade em doenças pulmonares

Autores

  • Augusto Ferreira Weber Aluno do Curso de Ciências Biológicas, Universidade de Santa Cruz do Sul
  • Maribel Josimara Bresciani Aluna do Curso de Farmácia da Universidade de Santa Cruz do Sul, Universidade de Santa Cruz do Sul
  • Thaís Evelyn Karnopp Aluna do Curso de Ciências Biológicas, Universidade de Santa Cruz do Sul
  • Andréia Rosane de Moura Valim Professora do Departamento de Biologia e Farmácia, Universidade de Santa Cruz do Sul
  • Andrea Lúcia Gonçalves da Silva Professora do Departamento de Educação Física e Saúde, Universidade de Santa Cruz do Sul
  • Lia Gonçalves Possuelo Orientadora, Professora do Departamento de Biologia e Farmácia, Universidade de Santa Cruz do Sul

DOI:

https://doi.org/10.17058/rjp.v6i2.7294

Palavras-chave:

Doenças pulmonares. Interleucina 6. Susceptibilidade. Citocinas inflamatórias. Polimorfismos genéticos.

Resumo

Acredita-se que fatores genéticos podem modificar o risco individual tornando os indivíduos mais susceptíveis a certas patologias. Polimorfismos de nucleotídeo único (SNP) em genes de mediadores inflamatórios estão fortemente relacionados a esta propensão. Objetivou-se relacionar a presença de SNP em gene que codifica uma citocina pró-inflamatória com susceptibilidade às doenças pulmonares. Foi realizado um estudo do tipo caso-controle em indivíduos com doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), câncer de pulmão (CP) e tuberculose (TB). Foram realizadas coletas de dados epidemiológicos e ainda de material biológico para genotipagem do polimorfismo rs1800795 do gene IL6 através da técnica de reação em cadeia da polimerase (PCR) em tempo real. Para as análises estatísticas foram avaliadas a frequência (%), média e desvio-padrão e o teste x2 para as variáveis categóricas. Observou-se o predomínio do sexo masculino, bem como a maioria dos indivíduos se autodeclarou caucasiano. Quanto à frequência alélica para o polimorfismo rs1800795 do gene IL6, a presença foi maior no alelo considerado de risco em todos os grupos de casos, mas ao comparar estes achados a um grupo controle, não foi observada diferença estatística significativa, fato que demonstra que não há relação entre as frequências genotípicas e alélicas e presença do polimorfismo em IL6 com a susceptibilidade a doenças pulmonares nesta população.

Downloads

Publicado

2016-10-31

Edição

Seção

CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE