REUSO DO EFLUENTE TRATADO NA INDÚSTRIA CURTIDORA

Karl Heinz Luersen, Glauco Schultz, Simone Stülp, Claudete Rempel

Resumo


Com o objetivo de avaliar a possibilidade de reúso do efluente líquido tratado de uma indústria curtidora, foi realizada esta pesquisa. O procedimento experimental comparou a produção de couros confeccionados com água potável, extraída de poços artesianos, com couros produzidos a partir do efluente líquido final tratado. Para alcançar este objetivo, foram realizados testes físicos e químicos através de análises em laboratório (análises químicas e de resistências físicas) e avaliações organolépticas executadas por profissionais do setor de couro (quanto a cor, firmeza de flor, enchimento e toque). A avaliação analítica e a das características organolépticas não indicam diferenças representativas quando comparadas aos padrões de referência da ABNT de couros produzidos, permitindo, assim, concluir que o reúso de efluente tratado não altera a aparência dos artigos de couro.

Palavras-chave


Reuso da Água; Indústria; Couros

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/tecnolog.v16i1.2311

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo