Compostagem domiciliar: Implantação e avaliação do processo

Lucas Lourenço Castiglioni Guidoni, Gustavo Bittencourt, Roger Vasques Marques, Luciara Bilhalva Corrêa, Érico Kunde Corrêa

Resumo


No Brasil, os resíduos sólidos urbanos são uma problemática cada vez mais abordada tanto no âmbito formal, em normativas e legislações, como também nas práticas de gestão que envolvem a responsabilidade social e ambiental de indivíduos, empreendimentos e municípios. Entre os diversos constituintes desse resíduo, a matéria orgânica merece destaque, pois corresponde a mais da metade do total gerado. Como alternativa de tratamento e reciclagem, a compostagem domiciliar pode contribuir para aumentar o aproveitamento da fração orgânica gerada nas residências brasileiras. Nesse sentido, o objetivo deste trabalho foi desenvolver um sistema de compostagem domiciliar e avaliar seu desempenho em quatro domicílios. Em cada residência foi instalado um reator metálico cilíndrico de 255L, e sobras de legumes, frutas e hortaliças foram adicionadas conforme a geração e cobertas com casca de arroz. O acompanhamento do sistema ocorreu através do registro semanal da temperatura e volume de preenchimento dentro dos reatores. Os compostos produzidos foram avaliados quanto os teores de micro e macro nutrientes e também em relação seu estágio de maturação. O volume de resíduos destinado à coleta pública pôde ser reduzido diante da utilização dos mesmos na própria fonte de geração. Foi verificada a eficiência do sistema a partir do acompanhamento da temperatura e ausência de maus odores não característicos. Transcorrido 90 dias após fim do acompanhamento, foi constatado que três dos domicílios estudados continuaram com a atividade voluntariamente.

Palavras-chave


Gestão de Resíduos, Resíduos Sólidos Domiciliares, Estabilização Aeróbia, Casca de Arroz.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/tecnolog.v17i1.3640

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo