Avaliação agronômica de um biossólido na produtividade da couve

Saidelamine Abibe Mahadal, Malaquias Zildo Tsambe, Antonio Armindo Ruben Monjane, Gino Roberto Gehling

Resumo


O presente trabalho avalia a viabilidade agronômica de um biossólido, resultante da mistura de lodo da estação de tratamento de esgotos (ETE) da indústria de refrigerantes, palha de soja e terra para a cultura de couve Brassica oleleracea da variedade tronchuda. O ensaio de campo foi realizado em um solo caracteristicamente pedalférico, destacando-se os solos vermelhos argiloarenosos, diferenciados na base da textura média ou argilosa, de camada superficial castanho-avermelhada no período de fevereiro a junho de 2012. O biossólido produzido apresentou uma relação nutricional de 0,5:1,0:0,2. O campo de ensaio foi dividido em nove parcelas. Três delas foram tratadas com o biossólido, três com adubo mineral e as três restantes foram definidas como parcelas de controle. Nas parcelas tratadas com biossólido foram adicionadas 30 gramas dele em cada pé de couve. A produtividade relativa foi definida tendo em conta os parâmetros: altura da planta, comprimento da folha, largura da folha e peso da folha. O biossólido melhorou a fertilidade do solo, o estado nutricional e a produtividade da couve superando a parcela de controle em cerca de 40,3%. Porém, teve uma eficiência relativamente menor que a parcela de adubação mineral, na ordem de 48,7%, podendo se considerar que o biossólido teve um rendimento mais próximo ao de adubação mineral. Os resultados mostram que o biossólido produzido a partir do lodo da estação de tratamento de esgotos da indústria de refrigerantes incrementa a produtividade do solo.

Palavras-chave


Lodo de ETE, biossólido, fertilidade do solo, couve Brassica oleleracea

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/tecnolog.v20i2.6500

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo