O USO DO “FANZINE” COMO FERRAMENTA DE ENSINO SOBRE GÊNERO E SEXUALIDADE

Maria Luiza Adoryan Machado, Gabriela Felten da Maia

Resumo


A discussão emerge de uma intervenção realizada na Universidade Nacional de Colômbia, na cidade de Bogotá D.C., na qual foi proposta uma oficina de produção de desenhos e escritas sobre os temas de gênero e sexualidade. Trata-se de um estudo qualitativo que, através da pesquisa-ação, tornou-se possível promover uma oficina de desenhos e escritas como um núcleo de observação e participação com o público em análise (estudantes, professoras/es e trabalhadoras/es da instituição em questão). Dos resultados obtidos destaca-se a formatação de um Fanzine enquanto ferramenta visual política, que transcreve os modos de subjetivação dos sujeitos acerca dos temas de gênero e sexualidade, e que também serve como um processo educativo que pode circular em diferentes espaços/meios.

Palavras-chave: Fanzine; Gênero; Sexualidade.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.