INCIDÊNCIA DE DOENÇAS INFECTOCONTAGIOSAS NO SISTEMA PRISIONAL NO CONTEXTO DA PANDEMIA DA COVID-19

Juliana maria oliveira de alexandre, Lia Possuelo, Karine Ely

Resumo


As doenças infecciosas mais prevalentes no sistema prisional são a tuberculose, HIV, hepatites virais e sífilis, porém agora existe um novo desafio: a COVID-19. Os planos de contingência foram instituídos para conter a entrada e a transmissão do COVID-19 entre a População Privada de Liberdade (PPL), trabalhadores e comunidade. O objetivo desse estudo é identificar a incidência de doenças infectocontagiosas no Presídio Regional de Santa Cruz do Sul (PRSCS) comparando período de pré-pandemia com o período de pandemia. Trata-se de um estudo transversal, observacional e retrospectivo onde a amostra foi composta pelas (PPL) que ingressaram no PRSCS durante a vigência do Plano de Contingência de Enfrentamento ao COVID-19, e que realizaram a testagem rápida para doenças infectocontagiosas previstas no plano (sífilis, HIV, COVID-19, hepatites virais e tuberculose) e PPL na mesma condição no período anterior equivalente. Também foram coletadas as datas de realização dos exames, dados de identificação nos registros internos da equipe de saúde do PRSCS e dados prisionais no Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias (INFOPEN). As doenças infecciosas de maior incidência foram sífilis e tuberculose no período Pré-pandemia e sífilis e HIV no período pandemia. No período pandemia, a PPL reincidente foi associada aos exames na triagem e os casos reagentes de sífilis foram associados a busca ativa. Relacionando os dois períodos, a triagem de doenças infecciosas no ingresso da PPL no PRSCS se mostrou benéfica, bem como a busca ativa de casos na PPL já encarcerada. Recomenda-se a implantação permanente das duas estratégias de diagnóstico das doenças infecciosas na PPL.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                        





ISSN 2764-2135