EXPERIÊNCIA DE DOCÊNCIA NA EMEF FREDERICO ASSMANN

Camila Nicknig, Ana Amélia Hermann, Vitória dos Santos de Vargas, Júlia Azevedo Machado, Mayra Jung Brandt, Susana Margarita Speroni

Resumo



O presente resumo trata do período de realização das atividades práticas e teóricas do Programa de Iniciação à Docência, PIBID, do ano de 2020/2021. Especificamente das bolsistas dos cursos de Pedagogia e Matemática, atuantes na Escola Municipal de Ensino Fundamental Frederico Assmann, no subprojeto de alfabetização.

Em decorrência da pandemia de Covid-19 enfrentada no período de execução das ações, elas foram desenvolvidas em sua maioria de maneira remota, conforme acordos com a escola, visando a segurança dos bolsistas. Dessa forma, nos encontramos em reuniões internas semanais, com as supervisoras do programa, assim como outros bolsistas de diferentes escolas, nas quais trocamos experiências e vivências que ocorriam em cada local, assim como realizamos formações através de materiais de estudo e confecção de atividades.

O diálogo com a escola ocorreu através da supervisora representante, em grupos de WhatsApp e reuniões, com ela realizamos combinados relativos à construção de materiais pedagógicos direcionados a alfabetização e construção do número. Esses materiais foram entregues através de uma visita à escola, na qual conhecemos seu espaço e as crianças dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental.

As atividades foram produzidas com materiais diversos disponibilizados na sala 305 do Bloco três da Universidade de Santa Cruz do Sul, como: E.V.As, folhas coloridas, folhas brancas, papel pardo, colas, canetas, tintas, pincéis e jogos. As bolsistas foram autorizadas a buscar os materiais necessários para suas confecções conforme a necessidade e mediante a combinação de data e horário com a supervisora.

Além disso, as acadêmicas utilizaram materiais recicláveis, como caixas de papelão e tampinhas. Conforme as confecções eram finalizadas, as mesmas eram compartilhadas através de fotos no grupo de WhatsApp, com as demais bolsistas e supervisoras. Todos os materiais foram elaborados pensando em promover momentos lúdicos e agradáveis para as crianças, bem como, seguindo as sugestões e as sondagens enviadas por parte da supervisão da escola Frederico Assmann com base nas necessidades de cada turma.

Infelizmente não foi possível realizar visitas semanais à escola para acompanhar, de forma mais próxima, o desenvolvimento dos alunos, mas a supervisora nos manteve informadas a respeito de tudo o que ocorria. Dessa forma, a primeira e única entrega das atividades foi extremamente importante para conhecermos os estudantes, o espaço e a organização escolar e como aconteciam as relações entre os alunos, os professores e a equipe diretiva.





ISSN 2764-2135