SISTEMA PARA AUTOMAÇÃO DO CONTROLE DE UMIDADE E TEMPERATURA EM ESTUFAS AGRÍCOLAS

Anderson Roberto Pranke, Leonel Pablo Carvalho Tedesco

Resumo


A agricultura sofre grande impacto quando se trata de variações climáticas. Grande parte das culturas produzidas estão expostas diretamente às consequências da chuva, calor elevado, tempestades, dentre outras variações climáticas tornando o controle de umidade e temperatura em determinado ambiente algo complexo. Outro problema que impacta a produtividade agrícola é a mudança de clima de uma região para outra, criando instabilidades no cultivo. A Agricultura 4.0 chegou para evoluir a produção no ramo da agroindústrias. Assim como na produção de alta escala, no exemplo da soja, há diversos recursos tecnológicos disponíveis pra uso, como GPS, telemetria de ponta. Já para pequenos produtores, como no caso da cultura de morangos, esses recursos estão disponíveis, porém o custo para a implementação pode se tornar muito alto. O cultivo de morango é uma cultura que necessita de atenção e cuidados durante todo o processo, desde o plantio até a colheita. O uso de sensores na agroindústria está crescendo e, com a análise que será desenvolvida neste trabalho, pretende-se aumentar a possibilidade de utilização de tecnologia nesse ramo. Com a utilização de um sistema automatizado de irrigação pode acarretar um aumento na produção e na qualidade dos morangos, aumentando assim a renda do produtor. Além de, com uma interface amigável, o produtor poderá ter o controle da produção com fácil acesso. Assim, o objetivo deste trabalho é desenvolver um sistema automatizado de irrigação e controle de temperatura, utilizando tecnologias de baixo custo, aliado a um sistema computacional, coletando dados de sensores de temperatura e umidade, com o propósito de auxiliar na produção de morangos, buscando melhores resultados na produtividade em comparação aos métodos tradicionais. Sendo assim, pretende-se atingir os seguintes objetivos específicos: i) Levantar informações sobre fatores favoráveis do solo à cultura. ii) Utilizar sensores de baixo custo para coleta de informações. iii) Cruzar os dados com parâmetros ideais da cultura. iv) Modelar e desenvolver um sistema computacional de auxílio à manutenção dos parâmetros ideias da produção de morangos. v) Analisar e comparar os resultados da produção com controle manual e automatizado da produção. A pesquisa está em andamento para o desenvolvimento do software, buscando ferramentas que auxiliam a exibição dos dados para o usuário. Na montagem da estufa foi utilizada sensores de umidade e temperatura, junto com um Arduino conectado a rede Ethernet. Além dos sensores, está conectado uma bomba d’agua para fornecer a irrigação as plantas.




ISSN 2764-2135