A LINGUAGEM COMO PROCESSO DE SIMBOLIZAÇÃO DE JOVENS NUMA APRENDIZAGEM COMUNITÁRIA

Leandro Oliveira

Resumo


Este trabalho é uma pesquisa de mestrado em andamento no Programa de Pós-Graduação em Educação da UNISC. Trata sobre a relação entre educação musical e a deflagração da função transcendente e da potência mandálica de jovens estudantes no contexto comunitário. Desenvolvido em um Centro Social da cidade de Porto Alegre, este espaço trabalha com centenas de jovens diariamente, fornece alimentação e desenvolve atividades educacionais como é o caso da oficina de música. Entendo que as necessidades atuais da sociedade brasileira, de igualdade e acesso aos serviços básicos de saúde, educação e moradia, faz com que estudos comunitários sejam cada vez mais necessários à comunidade em geral. Busco compreender a relação entre as transformações dos indivíduos, a aprendizagem de música no contexto comunitário e o processo transcendente e da potência mandálica dos jovens que participam da oficina através do método vivencial. As ações do indivíduo no mundo e como chegamos ao conhecimento estão baseadas nas emoções, na linguagem e nas relações com o outro. O aporte teórico e a metodologia está fundamentada na teoria da compreensão simbólica de C.G. Jung. A partir das noções de totalidade, consciente, inconsciente coletivo e pessoal, Jung propõe em sua teoria que o conhecimento decorre da possibilidade de acessar os conteúdos inconscientes, através dos símbolos. O método consiste na compreensão dos conteúdos inconscientes, através da amplificação e do processamento simbólico, tarefa esta, realizada pela consciência.

 


Texto completo: Resumo

Apontamentos

  • Não há apontamentos.